quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Tristeza não tem fim...

     Olá, pessoas!

     Já vou avisando de antemão, caso o título não demonstre com clareza o que estou sentindo: ESTOU TRISTE "pra C%#&@#". Se vocês quiserem largar o blog aqui, e deixar para lê-lo numa próxima postagem, juro que entendo...

     Caso vocês queiram continuar, agradeço desde já, e aviso que o que você vai ler aqui serão apenas palavras do mais puro desabafo. Não vou pensar, não vou censurar, vou deixar vir o que me der na telha e passar direto para minhas mãos. Estou num daqueles momentos em que você precisa "cuspir" tudo o que está travado na garganta, desopilar o fígado, para quem sabe assim, começar a entender tudo que está acontecendo ao seu redor.

     Juro que tento compreender, ser forte, e aceitar o porquê de estar passando por tantas coisas de um ano para cá, mas não estou conseguindo... E mais uma vez, não me venham com culpas ou explicações mirabolantes. Culpa eu não quero nenhuma! Estou dispensando mais uma vez explicações sobre pecados dessa vida, maldades em vidas passadas, carmas familiares, olhos-gordos e afins... Respeito tudo, mas prefiro não ouvir certos comentários. Me desculpem. Sei que se estou aqui me expondo e escrevendo tudo que penso num blog, posso estar aberta a ouvir de tudo. No momento me dou ao direito de não, não ouvir e não ler nada que me faça mal. Obrigada, retorno mais "macia" em breve. 
      Vocês devem estar se perguntando "mas o que houve"? Ficou maluca? Amargurou de vez? Simplesmente tem uma hora que por mais que você saiba que tem que ter pensamentos positivos, se animar, levantar, sacudir a poeira, você não consegue... Sei que é passageiro, que vai passar, que logo, logo estarei mais animada de novo, esperançosa... mas hoje estou triste. E pronto. Quero chorar minhas lágrimas, quero derramar meu sofrimento, quero esgotar meus infortúnios. E pronto. Seguir a vida.

     Porque é assim que tem que ser. Passar pelos momentos difíceis, com dignidade, força e serenidade, aprendendo com todas a adversidades, para nos momentos felizes, saber aproveitar cada minuto com uma nova visão. E sei que dias melhores virão...

     P.S. Como vocês me acompanham e perdem seu precioso tempo me lendo, acho justo vocês saberem o que está acontecendo, afinal, se quis começar um blog, não entendo porque ter certos mistérios e segredos. Dia 16 de outubro é o dia da morte do meu avô - faleceu tem tempo, mas a saudade não diminui, dia 18 de outubro era aniversário do meu pai - morro de saudades dele, jamais vou conseguir superar essa perda... E não bastando esses dias de outubro me trazerem lembranças e me deixarem saudosa, perdi meu padrinho dia 17... Resumindo... meu coração está em frangalhos. Mas não escrevo aqui para ter a pena de ninguém, porque sempre fui forte, e serei novamente. Aguardem as próximas cenas e estarei aqui sorrindo e nessa luta, confiante na cura e no retorno mais do que feliz à vida-normal.

      Obrigada para quem me deu força, apoiou, rezou e torceu para que tudo desse certo. Obrigada para quem continua torcendo e rezando por mim!
      Dessa vez, o post não tem fotos, nem música. Não combina, né?
      E deixo aqui uma frase profunda: Se a gente cresce na adversidade, NBA aí vou eu... 

     Beijos em todas. Para não deixar vocês com uma impressão muito ruim de mim, já já escrevo sobre o dia dos médicos... Atrasado, mas pode, né? :)

14 comentários:

  1. Marina .... sigo muito seu blog ... sei que tá dificil ... já passei por isso tambem .... tenho uma amiga psicologa que me disse pra chorar, quebrar, jogar as coisas na parede ... pq nessa hora precisamos viver esse luto ... não adianta passar pelo tratamento sem viver as suas tristezas .... faz parte e precisamos viver isso pra passar definitivamente por essa luta... mas em contra partida tenho uma tia que diz : "em TUDO existe uma coisa boa"... então qdo passava minhas crises pensava : "o que teve de bom ??" e eu encontrava !!!
    Viva seus dias ruins ... não acumule para o futuro ... só acumule as boas coisas ... pq a vida nos espera !!!

    Beijos mil

    Vivian

    ResponderExcluir
  2. Pode, vc pode tudo amiga. Eu ja te disse, agora é hora de viver o luto, de ficar triste, de chorar, de refletir, de piramos, de ficar sentadinha...Pra daqui a pouco, enchugar as lagrimas, levantar e continuar... seu av^, seu pai, seu padrinho, sua mãe, nós todos que te amamos, precisamos de você...

    ResponderExcluir
  3. Ps. esqueci de dizer... te amo. E na simplecidade destas duas palavras, eu sei que sabe o quanto e quão profundo é esse amo. Volta logo pra nós... Senão vou parar o remédio, só pra vc brigar comigo...

    ResponderExcluir
  4. Força amiga.
    Entendo tudo
    to aki
    bj
    irleyse
    maniademozao

    ResponderExcluir
  5. Não se preocupe estaremos aqui sempre pra te ouvir, independente do que venhas a escrever...o mais bonito de tudo é ser verdadeira com você mesma e respeitar seus sentimentos como você faz muito bem. Força!

    ResponderExcluir
  6. Gente! Obrigada! Mto, mto, mto!!!

    ResponderExcluir
  7. ENTENDO O QUE VC ESCREVE!!!
    UM FORTE ABRAÇO!!!!!!!!
    MUITA LUZ E PAZ NO CORAÇÃO.
    BJS.

    ResponderExcluir
  8. Eu te entendo perfeitamente, por estes dias tive meu "Dia de Fúria", explodi...e me senti melhor. É isso aí amiga, não tem que guardar nada não, nem dor, nem tristeza, nem fúria, nem alegria, nem nada...vomita tudooooo

    Beijos da Sol
    Te adoro

    ResponderExcluir
  9. Desabafar faz um bem enorme. Eu também tenho muitas lembranças desse outubro, não é fácil mesmo perder quem amamos não é? Que Deus dê conforto à vocês! Um abraço!

    ResponderExcluir
  10. Poxaaaaa... qta coisa pra uma pessoinha só né???? Espero que fique bem logo... Nunca passei por uma perda familiar, sempre disse a todos que era feliz justamente pq nunca passei por nenhum sofrimento e não tinha o que reclamar da vida... Agora perdi um peito, não é assim, perder alguém querido, mas agora to começando a saber como é ter que dormir com o coração apertado.... nem consigo imaginar como é pra vc estar com um probleminha desses e ainda ter que passar pela perda de alguém.... bom, vc tem meu abraço virtual sincero!!!
    E tb acho um saco todas as explicações mirabolantes que ouço sobre estar com câncer aos 28 anos... aiai... dá uma preguiiiiça das pessoas as vezes.... bjjjj

    ResponderExcluir
  11. Marina querida...
    Em momentos assim... parece que as palavras somem... ou melhor... parece que nada o que ouvimos faz sentido...
    Então quero que sinta o meu abraço... pois fiquei com uma vontade ENORME de só te abraçar e compreender através desse carinho o que está sentindo...
    Se cuida e fica com Deus!!!
    Beijos iluminados

    ResponderExcluir
  12. Uma das regrinhas da vida que tenho aprendido é não acumular nada que me faça mal.Me dou o direito de gritar,chorar,ter raiva sempre que necessário.Ultimamente tenho estravasado minhas emoções...e tenho me sentido bem melhor.
    Um abraço e se cuida.

    ResponderExcluir
  13. Meninas! Obrigada!! Coloquei para fora, chorei e ainda fui visitar minha família em outro estado... Como isso me melhorou...;)
    Obrigada pela força de todas vocês!!!! Mil beijos

    ResponderExcluir